Game Over?

February 1, 2010

Game Over?

Antes de mais nada, desculpem pelo último post. Foi meio vago, mas nem sempre na nossa vida a gente tem momentos de tensão não é?

Bom, nesse final de semana eu recebi um amigo do Brasil, um amigo que está há pouco tempo na minha vida, mas que já é especial assim, para falar dele aqui logo de cara. Mesmo corrida a nossa tarde, mesmo não tendo a oportunidade de mostrar a vida aqui em Riverside, mesmo não podendo conversar sobre tudo o que gostaríamos, ou o que deveríamos, mesmo com tudo isso, ainda valeu a pena. Saber que ele saiu lá da casa do chapéu (São Paulo) e conseguiu dar uma apertada na viagem com a família aqui pela Califórnia, só para me visitar, demonstra muito do quão especial você é. Amo você Patrick!

Enquanto estava almoçando com o Patrick aqui no “Coco’s”     (clique na foto para ampliar) nós conversamos sobre como foi o pós-despedida, como foi a minha ida para quem ficou. Nossa, que intenso… Vontade de ler meus posts de novo, acho que o “intensity” ou o “good-bye” falam bem sobre isso.

Depois que ele foi embora, sabe lá Deus quando te vejo de novo, fico pensando em sabe lá Deus quando eu vou reviver a vida que tinha. Não estou reclamando, nem jogando tudo para o ar, só fiquei pensando nisso… Resolvi sair para dar uma volta por Riverside… Fui até o centro, achei a prefeitura de Riverside!! Que demais, achei monumentos, memoriais, encontrei até o tribunal de justiça. Bem parecido com os tribunais que vemos nos filmes de Hollywood. Andei ainda além, queria chegar em um shopping que tinha visto no googlemaps, e no passar das horas, vi que tinha andado 40 quilômetros!!!!!! Hahaha!! Louco e retardado eu né? (Na verdade, foram 20km de ida, e 20km de volta.)

Enfim, não chegava o shopping nunca, eu doido para achar qualquer loja que vendesse bicicleta, estava até salivando por uma, mas já era quase nove da noite, a maioria das lojas fechadas, aí de repente achei! Ufa, fui seco ver a bike, uma fortuna, mas ia comprar, quando o vendedor disse que ele não podia vender a do mostruário! Não porque ele não quisesse/pudesse, mas porque a bike do mostruário estava toda “podre”. Para que comprar uma bicicleta com 140 peças e ter que montar às dez horas da noite?????? Não faria sentido..

Se você está achando tudo isso muito hilário, o melhor está por vir, acredite…..

Então lá estava eu, no meio da loja, cheia de biciletas e nenhuma solução, mas juro que não ia voltar andando, meus pés iam sair correndo de mim, e mostrar o dedo do meio, juro. Dessa forma, fora a bicileta, eu podia comprar um skate, um patins, uma cadeira de rodas, ou um patinete. Espera, não ri ainda.

Nunca andei de skate, nem patinete. Ia ser muito arriscado comprar um desses para voltar para meu apartamento. Fazia muito tempo que não andava de patins, e cadeira de rodas é muito depressivo né? Puta que pariu….. Lá fui eu comprar os patins! Hahaha… Jesus Maria José, para que isso?

Eu de calça jeans, casaco de zíper, pesado, usando patins às dez horas da noite em Riverside (detalhe: segurando o par de tênis na mão). Sabe há quantos anos eu não andava de patins? Pois é….

Então lá deslizava eu, parecendo um pato, quase caindo (teve uma ou duas vezes que eu quase cai mesmo) e rachando o bico incrivelmente, principalmente quando precisava parar, ou quando tinha aquelas rampinhas da calçada para a rua, onde eu perdia completamente o equilíbrio. E ria mais um pouco.

Depois de uns 40-50 minutos, meus pés estavam tortos, eu com dor nas costas de tanto patinar, dor nas bochechas de tanto rir, e dor na consciência de ter comprado essa merda, parei num ponto de ônibus para sentar e trocar o patins pelo meu bom e fiel tênis. Conclusão, cheguei aqui morto, e ainda tive que carregar essa merda pesada por uns 10km. Aliás, alguém quer comprar um par de patins zero km? Vou te falar viu……………….

Bom, deu “fogo-na-periquita” de comprar um carro já, estou maluco por um. Tudo bem que deve ter sido bem charmoso me ver patinando por aí às dez da noite de calça jeans, bem excêntrico, mas vamos combinar, um carro é um carro.

Então voltando ao passeio, vi que tinha uns barzinhos bem interessantes em Downtown, passei pela ferroviária (o trem é gigante, tem dois andares e é novo, parece o trem bala; isso porque estou em uma cidade do interior), passei pela prefeitura e pelo tribunal   (clique na foto para ampliar), entrei em uma floricultura enquanto falava com minha mãe no telefone, ela e meu cachorro que latia quando ouvia minha voz, e pelo que o conheço, devia estar pulando absurdos, e nessa floricultura achei um cachorro de pelúcia exatamente da raça e cor do meu Totó: Labrador Retriever chocolate (foto para comprovar:   de novo, clique na foto para ampliar, se quiser) e também pela igreja que tocava seus sinos harmoniosos e frios, o que foi um trampolim para os pensamentos irem longe…

Hoje, acordei sem ter o que fazer (ah, que novidade) e decidi sair, fui lá na academia, fiz minha matrícula (AGORA SIM HEIN) e depois fui no K-mart, um hiper-(mega-ultra-blaster)-mercado, que sempre que vou, fico babando nas mil e uma coisas que tem lá. Hoje não resisti, e comprei duas almofadas para a minha cama, um “cheirinho” para o quarto (você põe na tomada com a fragrância e o negócio vai liberando o perfume no ambiente) e mais umas porcarias aí…

Cheguei na University Village, onde tem o cinema, e comprei o ticket do filme “It’s Complicated” (não sei o nome em Português, mas é com o Alec Baldwin e a Meryl Streep), fui deixar minhas sacolas no quarto rápido porque o filme estava para começar, quando voltei, fui comprar aquela pipoca-e-refri clichê dos infernos, e quando cheguei na sala, não tinha ninguém. JURO, NINGUÉM! Assisti o filme sozinho, numa sala de cinema para 100 ou 200 pessoas. Isso é que é exclusividade!!! Se eu soubesse, tinha levado uma pizza….. O filme é bem legal, se estiver interessado, vá ver a sinopse! Hahahah..

Voltei para o quarto, já estava entupido com “french-vanilla” (baunilha francesa) que é a fragrância que comprei e dei uma arrumada básica de Domingo a noite aqui. Abracei minhas almofadas, deitei na cama e disse “Home Sweet Home”. (Lar Doce Lar)

Não é igual o abraço da irmã, a voz da irmãzinha, o carinho da mamãe, ou as conversas com papai, mas é um começo.

Então respondo: Game Over? Não sinceramente… Uma nova fase do jogo da vida!

É isso, aí pessoal.

Beijos de baunilha, dos patins da Califórnia, para todos vocês.

Today’s Song: Michael Beltran – Getaway

(Dedicated P.)

Felipe – Phill

Advertisements

8 Responses to “Game Over?”

  1. iai fe, blz?
    Me manda um e-mail quando puder!!!
    Bjos!

  2. Patrick said

    Ai Ai… Michael Beltran – Getaway… Essa sim tem historia +/…
    Bom, fe… Foi mto bom ir ate ai, mesmo demorar 2 horas e meia no transito caotico de Los Angeles. Saiba q eu te considero muito, voce ta aqui no peito!! Pra sempre. Eu amo vc tbm. Foram poucas horas no domingo, mas logo logo eu dou um pulo aí. Achei muito incrivel ver tudo ai, o lugar q vc estuda, a village, as ruas da sua cidade. É fantastico, vejo que é uma experiencia imensuravel. Va com calma nos patins heim? Pra vc cair e quebrar a bacia é dois pulo. Sempre que precisar, liga. Em 10 minutos to ai!!
    ps.: A Lori AMOU vc!! precisamos marcas mais.
    Abraçao Fe! =]

  3. Bilu said

    Gorducho,
    Que saudades de dar um alô por aqui…rs

    Sinceramente?! Senti uma pontinha de inveja com ciuminho de eu não estar junto com você aí, comendo essas coisas comprimidinhas e verdes…hehe
    Linda essa foto e realmente mostou muito da amizade e do carinho dele por você. Isso não tem preço.

    Mudando de assunto… Que pooooorrra é essa de comprar um patins gordo??? HAHAHAHAHAHAHAHA
    Cai da cadeira quando estava lendo…
    Imaginei cada risada, cada gargalhada, cada tranco que vc deu com o corpo, e lembrei de quando éramos crianças e andavamos em Penápolis. Que aperto no meu peito. I miss you…
    E outra…Tem certeza que você andou 40Km? Eu não acredito muito. Pelo pouco que conheço, no 5º Km você já teria desistido…hahahahaha
    O Tsutsó é maizi fufu dsu qui essizi aizi. 😛

    Hum, muito bom…Exercitar-se é muito bom. Ainda mais para você, que te faz bem na alma também. Parabéns Fe. Volta a bombar esses biceps ai…Quero te ver bem GRANDE!!!

    Você é foda né? Até no cinema você tem sorte…Se isso acontecer qualquer dia comigo aqui no Brasil, certeza de estarei participando de alguma pegadinha, ou brincadeira de mal gosto… Que benção um cinema só para você! Você deve ter peidado muito né? hahaha

    Aguenta mais um pouquinho…Você, em breve, terá o abraço da irmã como nunca teve.

    Amo incondicionalmente você, sinto um aperto fdp no meu peito, e a cada lida no seu blog, são riachos de lágrimas de felicidade, saudades, e vontade de estar passando por tudo isso com você. Juntos! Como sempre fomos…:(

    Fica bem ai tá? To de volta e não ficarei mais incomunicável! Te prometo.

    Muitas saudades!

    Beijos com cheirinho da Tsotsa, de Peugeot de SP, SÓ PARA VOCÊ, EXCLUSIVAMENTE.

    Quiancinha-sun…Biziludsa.

    Bjos

  4. Bilu said

    VOCÊ É O CARA!!!

  5. UDUSMUR said

    HAHAHAHA
    HAHAHAHAHAH
    HAHAHAHAHAH

    FE, PRIMEIRAMENTE, PARA NÁO ESQUECER (ainda não acabei de ler), A TRADUÇÃO DO FILME QUE VOCÊ VIU SIGNIFICA: “ISTO É COMPLICADO”.

    QUANTO AOS PATINS, HAHAHA AHHAHAHA, VOCÊ DEVERIA TER TIRADO UMA FOTO… HAHAHAHA, EU SÓ TO IMAGINANDO… VC, AQUELAS DUAS PLATAFORMAS COM RODAS GERANDO UM EQUILÍBRIO EXTREMAMENTE DESEQUILIBRADO….. HAHAHAHA

    E… SÓ PARA CONSTAR… NO MOMENTO EM QUE VC ESTAVA DORMINDO, FALTOU AS PIADAS IDIOTAS DO CU NHADO.

    FINALIZANDO… quanto ao título – Game Over – também concordo contigo, aliás, isso que fizeste, sair andando 40km, sozinho, em um lugar totalmente fora de nossos costumes, de “nossa casa”, assistir um super filme com exclusividade, ANDAR DE PATINS, rir a toa, ir no mercado, comprar suas coisas, ISSO TUDO, é invejável. Pois são muito poucos que conseguem levar a vida assim. Falo isso por experiência própria, pois nos tempos que passei sozinho (poucos, porém alguns), a maior que dificuldade que senti foi ADMINISTRAR A MIM MESMO. O ato de se lhe dar com a própria solidão e administrá-la é complicado……….

    PARABÉNS! FORÇA E LUZ!

    ps.: Eu também tenho nextel!

    E SAIBA SEMPRE QUE VOCË PODE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO O GRANDE SLOGAN DA GM AQUI NO BRASIL (e acredito que como um bom graduando em Publicidade lembrarás): CONTE COMIGO!

    ps2.: A MAMA E A MANA ESTÁO BEM.

    GRANDE ABRAÇO.

  6. Patrick said

    hahahahaa vi agora o comentario do “UDUSMUR” e fiquei pensando… Caralho,qm seria Udusmur? Palhaaaaaaço!! hahaha

  7. Mamy said

    Fefe, voce está ficando gorduroso, gostoso e calibroso com estes sabores da américa!!!!
    Mas nunca, nunca deixando de estar lindo e maravilhoso com este sorrisinho de “Mona Lisa”, hahaha…..
    Já dissse que te amo? Que estou morrendo de saudades?
    Beijos da Mamys, fique com Deus e Sua Força!!!!!

  8. Fernanda said

    Para quem estiver afim de saber a sinopse do filme…

    Jane é mãe de três filhos adultos, dona de um restaurante em Santa Barbara e tem – depois de uma década de separação – uma relação amigável com o ex-marido, o advogado Jake. Mas, quando Jane e Jake vão à formatura do filho, as coisas começam a ficar complicadas. O inimaginável acontece: começam um affair. O problema é que Jake acabou de se casar novamente e Jane, agora, se vê como a amante. No meio dessa confusão, chega Adam, arquiteto contratado por Jane, que também está se recuperando de um divórcio. Ele apaixona-se por Jane e logo percebe que faz parte de um triângulo amoroso.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: