Ladies and Gentleman… Now Featuring!!!

February 15, 2010

Título > Ladies and Gentleman… Now Featuring!!!

Tradução > Senhoras e Senhores… Agora em Cartaz!!!

Explicação > EU!

É meus caros leitores, hoje estou inspirado… Para tirar o atraso de duas semanas sem postar! Heheheh…

Bom, como esse post vai ser bem longo.. Aqui vai uma prévia:

Fotos de Riverside > AQUI

Essa semana tive a melhor aula de todas, e adivinhe.. Era de Finanças.

Estou vendo bastante esquilos por aí na rua, já que estou andando muito de bicicleta!

Por falar da bicicleta, eu meio que “ganhei” a do Stephen, meu “pai” adotivo daqui da América..

Por falar em pai adotivo aqui da América, já digo que mudei de lugar, e não estou mais em dormitórios de estudantes (que são frios e sem graça). Sim, estou em uma casa de família, mas não é muito convencional, você vai saber por quê.

Esses dias, PASMEM: presenciei meu primeiro TERREMOTO! Hahaha, meu Jesus Cristo… Foi engraçado (porque foi rápido), mas é um barulho muito estranho…

Aqui na casa do Stephen e da Helen, sua esposa, ganhei uma cama novinha em folha, isso porque a suíte foi recém construida/reformada/adaptada então eu sou o primeiro ser a habitar estes lados da casa… Fala se eu não mereço?! =)

Ok, vamos lá….

Finalmente nessa semana o tempo melhorou, a chuva parou e a vida acelerou (que conjunto de rimas baratas hein…) Mas nem preciso falar que sem carro aqui, chuva é a pior coisa do mundo certo?

Bom, nessa semana entrei em outro módulo do meu curso, que é “Multinational Financial Management” (Gerenciamento Financeiro Multi-nacional) – Beijomeliga’.

O curso é bem gostoso para falar a verdade, temos aulas sobre ações da bolsa, variações de mercado, índices, e etc… O grande passo para eu ter amado isso logo de cara foi a professora. Pois é, o nome dela é Francisca Beer. (Parênteses > Beer em Inglês é cerveja, ok?) Negra e elegantíssma, nasceu na Bélgica e tem o sotaque francês em seu inglês, o que faz da aula uma chose magnifique! Merci!

Minhas aulas começam sempre às nove da manhã, e agora estou tendo o privilégio de andar de bicileta todo dia, o que nem preciso dizer o quão saudável é, mas o que mais me interessa na verdade é o tamanho das minhas coxas! Heheheheh… Beijomeliga’ #2
Mas sério, um dia sai daqui de casa meio atrasado (só para quebrar a rotina, já que nunca me atrasei na minha vida) e fui meio afobado pedalando (ou camelando, se você preferir) pela rua.. Minha casa fica há uns 5 minutos de bike da Universidade, não é tão longe.. Então lá vou eu de mochila nas costas e pedalando por aí… De manhã, aquele friozinho gostoso e o céu cristalino, incrível. Então viro à direita, à esquerda, esquerda novamente e estou em uma rua que poxa… Gostaria muito que vocês vivessem isso comigo: A rua é consideravelmente estreita (para o padrão americano), do meu lado esquerdo, plantações intermináveis de laranja, cobrindo o quarteirão inteiro. Do meu lado direito? A mesma coisa.. O cheiro de laranja e MATO é demais, mas isso não é tudo… No meu horizonte, uma montanha coberta de neve no topo, enquanto passo por algumas palmeiras gigantescas nas calçadas.
Tudo bem, um minuto de silêncio para quem precisa pegar as Marginais do Tietê e Pinheiros… (Beijomeliga’ #3)

Ah sim, vejo esquilos direto aqui, é demais.. Eles saem correndo atrás da NUT igualzinho a Era do Gelo, meu cunhado Ed que ia rachar o bico com isso…. Bom, eu racho sempre que vejo!

Enfim, só para por no follow-up, eu sai da Vila que eu estava morando, que era uma bosta. Lugarzinho bem escroto, sabe quando você vê sinais de uso em tudo quanto é lugar? Imagine, receber estudantes de todo o país, mais uma invasão de koreanos, chineses, japoneses, brasileiros, etc… Deu uma confusão danada com o contrato porque a “fofa” da recepção é muito preguiçosa para resolver seu próprio trabalho fora do contrato. Eu que não sou bobo, achei um francês que estava afim de mudar para a mesma Vila em que eu estava (convenhamos que a localização é perfeita; é só atravessar a rua) e comecei a fazer aquele Marketing sobre o lugar, até mostrei pra ele meu quarto, as acomodações, a Laundry Room (lavanderia) e todo o resto, falando que se ele quisesse mudar, era só me falar que acontecia. Pois bem, não é que o francês gostou e quis ficar com o quarto? Merci monsieur!! Consegui me desfazer do contrato sem pagar as absurdas multas e agora estava livre desse lugar xexelento. Ahn.. Só uma coisinha… Onde eu vou morar agora????????????? Hahaha, começou a saga em busca de um novo lar… Fuça aqui, anda para lá, clica aqui.. Nada.. Digo, o que era legal, era um absurdo de caro, o que era barato, uma merda, e o que era meio termo, era longe e sem carro, sem chances. Delícia né? Bom, lá pelas minhas últimas tentativas, fui em um condomínimo muito bonitinho perto da Universidade, já imaginando a facada que era o aluguel, mas se estou na chuva, é para me molhar (e literalmente, estava chovendo aquele dia). Lógico que antes disso tudo, conversei com meu amigo Tony (nasceu na China, estava trabalhando/estudando na Alemanha por uns três anos e veio de lá para a América) se eu poderia ficar no apartamento dele por no máximo uma semana, tempo que eu calculei para encontrar um lugar novo. Enfim, voltando para a saga eu entrei no condomínio, peguei o telefone e liguei. Atendeu um senhor, chamado Stephen. O lugar é lindo mesmo, achei o condomínio o mais bonito (em termos de arquitetura) daqui dos arredores, o preço? Uma pechincha se comparado com os demais, o problema? Não tinha suítes. Ou dividia o banheiro com outro cidadão deste vasto e desconhecido mundo, ou optava por ter meu quarto num canto da casa, e meu banheiro no outro. Então ótimo se eu estou tomando banho e saio de toalha no meio da sala, onde tem gente comendo bacon e ovos e outro tocando guitarra né? Sai fora!

Bom, falei para ele que gostei do lugar, mas não era viável para mim, por causa do lay-out. Então foi que as coisas ficaram esquisitas.. Ele começou a perguntar o que eu costumo cozinhar, quais são meus horários, se eu faço muita bagunça dentro de casa, se trago muita gente, enfim.. Diversas perguntas malucas. Eu sempre muito educado (LÓGICO) respondi na maior paciência, e daí que eu não tinha onde morar? Vamos falar como eu corto as cebolas, claro!

Então, no final da “entrevista” ele falou que talvez conseguiria um lugar que eu tivesse minha própria suíte, com todas as despesas inclusas (água, luz, gás, wireless, etc…) mas teria que fazer uma ligação antes, e pediu para eu aguardar. Eu que já estava bastante feliz com toda essa história, falei que ia “ali” e já voltava.. Então sai na chuva de novo, puto da vida e sem um puto, pensando no que eu poderia fazer para achar O lugar. Aí o Stephen me ligou e pediu para eu voltar lá no condomínio.. Ele disse que ele ligou para a esposa dele, a Helen, perguntando sobre a idéia de ter um “hóspede” por esse tempo. Sim, ele estava me oferecendo a casa dele, como um intercâmbio, sabe? Então todas aquelas perguntas estranhas foram na verdade parte de uma entrevista mesmo. Ele disse “Phill, achei você um rapaz bem independente e bastante organizado, eu não ofereceria minha casa para qualquer um que vem procurar apartamentos, mas pelo que vi, você vai ficar bastante tempo, está certo em se preocupar com o lance do quarto/banheiro, e na minha casa eu tenho mais dois estudantes morando conosco, é super tranquilo. A gente pode ir lá agora, você vê como é, se gostar você pode ficar, se não gostar, não tem problema.”

Ora ora.. Às seis horas da tarde de uma quinta-feira chuvosa, e eu sem lugar para morar, o que teria a perder? Aceitei, e vim parar aqui… A casa é incrível, tem seis quartos e cinco banheiros, e a suíte que me mostraram tinha ACABADO de ser construída/reformada. Tanto é que dava para sentir o cheiro da tinta nas paredes, o lustre ainda não estava instalado, nem a porta de vidro do banheiro. Pois é, tô falando….

Olhei, conversei com ele e sua esposa, e ele me deixou de volta na Vila que eu morava.. Eu tinha exatamente três horas para limpar TUDO, tirar todas as minhas coisas do quarto, da cozinha, enfim.. Mudança e faxina para entregar as chaves para o pessoal da Vila, sem pagar mais multa. Voei com as coisas, limpei tudo e lá estava eu com duas malas gigantes, panelas, comida, guarda-chuva, e a puta que los pariu na mão! Liguei pro Tony, ele foi me buscar e fomos para a casa dele. Caraaaaalho que dia corrido.

Na manhã seguinte – sexta-feira – tive aula prática, fomos no WalMart para falarmos com o gerente de logística/marketing da unidade, e eu estava podre de sono. Cada sofá a venda que eu via, queria deitar ali e dormir por uns anos.. Mas minha amiga Neha da Índia não deixava, começava a rir e falava que eu ia poder dormir bastante quando chegasse em casa mais tarde. E é verdade…
Então saimos do WalMart, fiz a prova de Global Marketing Management (Gerenciamento de Marketing Global) sem ter estudado uma página (imagina como estava minha cabeça essa semana) e liguei pro Stephen de tarde. Resumindo, encontrei com ele e falei que gostaria de ficar na casa deles. Mudei na mesma noite, mesmo sem a reforma ter acabado de fato, mas como expliquei para ele a situação, ele falou que não teria problema. Ufa!! Esse dia foi do capeta-ao-cubo.

Então aqui estou eu em um clássico intercâmbio, vivendo na casa em uma família.. Então você me pergunta: “E onde está o não convencional nisso, Felipe?” Bem, vocês obviamente sabem que eu estou nos Estados Unidos, onde vivem americanos certo? Pois bem, Stephen Qi e Helen Qi são chineses, e moram aqui na América por uns vinte anos. Então desculpa se vou praticar meu Inglês no dia-a-dia e meu Mandarim (Chinês) dentro de casa… Beijomeliga’ #4

Ontem, no conforto do meu lar, acordo, abro meus olhos e sento na cama, para me espreguiçar. No exato momento que faço isso, um barulho bem grave e profundo vindo do chão e um pequeno tranco na casa fez meus olhos arregalarem! Sim, era um TERREMOTO! Durou menos de dois segundos, fez uns barulhinhos na casa e passou. Fiquei acho que uns quarenta segundos com os olhos arregalados e estático, vai que volta essa porra? Cara, é engraçado. Ou melhor, foi engraçado. Nunca passei por isso antes, então valeu a experiência, mas um terremoto grande, que dure aí seus minutos, deve ser apavorante. O barulho é muito alto, vocês tinha que ouvir isso…. Depois disso, a vida voltou ao normal.. Eu posso dizer que eu estou vivendo em um condomínio aqui de gente rica. Não digo pelas casas (que são fenomenais, porque a maioria delas são assim), mas pelos carros e pessoas. Rico aqui tem carro bom e novo. Incrível. Quem não é tão rico (mas não chega a ser pobre) tem carro bom, mas velho. E um pangaré desses já estava bom para mim viu! Hahaha… Enfim, aqui perto tem um centro comercial bem bacana, farmácia, mercado, fast-foods, lojinhas, etc.. Fui lá no mercado comprar um sabão para lavar minhas roupas, e umas pizzas prontas para atacar quando quisesse, e no meio do estacionamento estava rolando uma feira ou exposição de carros antigos e conservados. PUTAQUELOSPARIU de novo. Cada carro lindo, aqueles Cadillac’s antigos de filme de Hollywood e várias relíquias incrivelmente conservadas. Babei né… De novo, meu cunha Ed ia babar aqui comigo.

Well well, o que mais? Ah sim, estou indo na academia todo dia, pedalando todo o dia também, e posso ver algunas diferenças já! (Ainda bem, porque a comida “FAT”-FOOD aqui é inimigo número um do famoso pânceps).

E já ia esquecendo… Ganhei uma cama novinha estilo king-size (aquelas que parecem ter dois colchões, um em cima do outro). Demais né? Hoje vou dormir como um rei! Hahahah..

E no final disso tudo, fui eu dar uma volta de bike, fui até o DownTown (centro) de Riverside onde tem muita coisa legal.. Tirei bastante fotos, e hoje vou fazer diferente; criei um álbum público no Picasa e se você estiver interessado em ver as fotos do que eu ando vendo/vivendo por aqui, clique no link: FOTOS DE RIVERSIDE)

Voltando, bateu aquela fominha, e vi um McDonald’s aberto. Na verdade o restaurante estava fechado, mas o Drive-Thru é 24h (como tudo aqui nesse país, até para comer você precisa de carro). Seguindo aquele ditado que mamãe dizia: “Quem não tem cão, caça com gato”, lá fui eu entrar na fila do Drive Thru de bicicleta. Chegando perto da cabine, a mulher do carro de trás perguntou se eu ia mesmo pedir, e disse que talvez eles não deixassem eu pedir porque não tinha carro. Aí disse que se eu quisesse, ela poderia pedir para mim e voilà! Pensei no que ia pedir, acredite era minha primeira vez no McDonald’s daqui da América, eu tinha que pedir um BigMac né? Hahaha.. Aí vi que eles tem um hamburguer com champignon (cogumelos) e queijo suiço. Beijomeliga #5, pedi esse. Aliás, a negona do Lexus que pediu para mim, porque eu realmente não pude pedir. O cara do McDonald’s ficou puto porque disse que eu não podia pedir, então eu falava para ela, e ela repetia o que eu falava para ele. Hahahahahaha.. Beijomeliga #6 e sete e oito! (Só um parênteses, quando falei para ela que eu era do Brasil, ela disse: “sério? nossa que legal, entra no carro! ha-ha-ha’s estou brincando ok? Foi só uma brincadeira” Hahahaha.. Mereço!)

Aí voltei com o pacotinho na mochila, a porra da Sprite na mão, congelando meus dedos enquanto eu andava de bike nesse friozinho das noites de Riverside, sem contar que com o copo na mão, não existe freio a ser pressionado, ok? Hahaha.. Cada uma viu…..

Bom, acho que esqueci um monte de coisa para falar, lógico.. Foram duas semanas sem postar aqui, e a vida tem sido bem corrida..

Acho que no final das contas, quando você realmente fecha as portas pelas quais você já passou, você passa a enxergar melhor as portas que ainda faltam para entrar, e sua vida segue em frente melhor e mais depressa! Afinal de contas, o título desse post é para isso; o espetáculo que está sendo minha vida aqui.

E por falar em espetáculo, o resultado da minha prova foi A+ (97%). Beijomeliga’ #7

Aqui segue a letra da música que estou ouvindo direto: (Traduzida)

Viva sua vida, seja livre.

Abra sua mente e você vai ver.

Viva sua vida, seja livre.

Seja livre, seja livre…

Bem curta, mas bem verdadeira e exatamente a minha filosofia de vida por essa fase!

Se quiser ouvir esse Tribal-House, clique no nome abaixo!

Today’s Song: The Cube Guys – Be Free [ The Cube Guys Vocal Mix ]

Um beijo à todos, e Happy Valentine’s Day (e para nós brasileiros, UM ÓTIMO CARNAVAL!)

Felipe – Phill

Advertisements

7 Responses to “Ladies and Gentleman… Now Featuring!!!”

  1. Minero said

    faaaaaaaala man!!
    porra bom saber a que vc ta curtindo mto por ai!!!
    sabe que torco por vc!!!
    e esse post eh grande mesmo!!!
    hahahahahaha
    mas eh manero!
    abrasssss fera!!!

  2. tia Marcia said

    Nossa Fê, que saudade! Enquanto lia o que você escreveu (suas aventuras), além de rir muito com seus patins novos, tive um aperto imenso no coração e foi impossível não odiar mais do que já odeio este país. Fiquei imaginando essa sua ” aventura” aqui no Brasil às 10 da noite… (beijomeliga). Senti-me nostálgica com as paisagens bucólicas que você descreve, acredite, já existiu isso aqui em São Paulo…Hoje, o que restou, é ouvir “cença”no metrô para a vagabunda te empurrar… Sinto em não ter sua idade hoje, pois se tivesse, tinha feito exatamente como você fez: buscar paz no país alheio. Milhões de beijos. Je t’aime beaucoup! Marcia

  3. Erik said

    Fico viajando lendo suas aventuras América afora…Imaginar você passando por tudo isso me traz uma inveja boa, que esta prestes a ser sanada…rsrs e tbm muito felicidade. Vejo você se incorporando aos poucos ao lugar e fico muito feliz que você esteja se adaptando tão bem e se divertindo…
    Torço todo dia pelo seu sucesso!
    E vamo que vamo!
    rsrs
    OBS: A foto que você disse que esta cortada [da estátua] será exibida por inteiro ao clicar nela..rsrs
    Abração Fê..
    Erik.

  4. coco(nut) said

    Fala lindão!

    Puta saudades de vc e mta vontade de estar aí contigo pra curtir o “american dream”…

    Realmente eu posso sentir e ver o que vc descreveu neste post, sei o quanto é bom viver uma nova vida….rsrs…

    Vc só fala pelo skype ou tbm aceita um msn? Vamos marcar um dia pra conversar e por o assunto em dia?

    Me passa seus contatos (os que eu não tenho obvio) pra gente marcar uma fofoca “old school”…faladno mal de todos e de tudo…e claro…idolatrando os “united states of america”…mais conhecido como “wonderland” 🙂

    Bjao, abraço e tudo mais!

  5. Mamys said

    Filho Lindo….
    Estou cada vez mais orgulhosa de voce pois vioce está tirando de letra as adversidades e é assim mesmo que se faz!!!!
    Sinto que meu menino já está se tornando um ser cada vez mais com conteúdo e cada vez mais iluminado.
    Agradeço a Deus por me confiar este SER lindo que é voce!!!!
    Ri muito imaginando as caras e bocas e os tons de voz ao relatar cada gesto, cada fato ocorrido.
    Te amo demais. Acho bom parar de escrever o comentário senão vai ficar maior que o Post!!!!
    Beijo Me Liga 1.000000000000000000000000

  6. Mamys said

    P.S.
    PARABÉNS PELA NOTA DA PROVA!!!!
    Que doidera é essa do terremoto meu filho!
    Estou feliz em saber que voce está em uma casa de família e peço que voce transmita um recado ao Stephen e a Helen: Thank you for hug my son (traduza para eles) Obrigada por acolher meu filho tão bem e identifica-lo como educado e organizado, mande um beijo no coração de cada um deles e quando puder compre uma flor entregue a Helen como se fosse eu e voce dando a ela, pela consideração e confiança que estão depositando em você, pois pelo que pude sentir eles não só se preocupam em alugar por dinheiro.
    Te amo muito meu filho querido.
    Beijos no Pescoço e na Nuca.

  7. Bilu said

    Quiancinha-sun,

    Depois de quase 01 mês – que vergonha!- estou aqui para comentar suas experiências e aventuras…
    Bom, a troca de “casa” eu acompanhei “ao vivo e a cores” pelo Nextel, ABENÇOADO NEXTEL!!!
    Incrivelmente como você no último minuto dos 45 consegue resolver suas coisas e por incrível que pareça, SEMPRE as melhores soluções!!! Elas, as soluções, pulam no seu colo e aclamam por sua escolha…
    Mudando um pouco…
    Que história é essa de drive thru de BIKE?????????? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    Simplesmente, hilário… Só não gostei de uma coisa, qual é o problema de não poder pedir o lanche de bike? Não entendi essa…rs Efim…
    Adorei essa experiência, inesquecível!!!! Simplesmente o máximo.Se tivéssemos juntos, seria igual aquele dia que fomos no drive do Mac da engenheiro, lembra??? kkkkkkkkkkk
    Terremoto? Tem certeza que foi terromoto? Acho que foi a finalização de alguns gases…hahahahaha
    Sinceramente? Não consigo imaginar como isso se propaga ou até mesmo o barulho que você tentou descrever…Que curiosidade cacete!!!!Em breve saberei, com você!
    Hum, champignon???Deve ser saborosíssimo…É bom ou tudo a mesma coisa???

    É Fe…Temos que abrir sim a cabeça e principalmente abrir a mente! Exatamente o que estávamos conversando ontem…Devemos nos liberar, abrir os braços e nos desligar de algumas coisas que insistem em nos manter na mesma.
    Calma para nós! Nossa hora está chegando, em pequeno prazo. 😛

    É isso ai, você aí nessa indescretível experiência e eu aqui na indescretível vida que você já sabe!!!
    Mesmo assim, juntos, irmãos, amigos, confidentes e com a ligação mais forte do que NUNCA. Impressionante.

    Vamos lá! Força! Luz! Estamos perto do nosso objetivo. Pensa que a cada dia que se passa é um a menos para alcançarmos.

    Amo você.

    Sua querida irmã, Biziludsa!

    Afagos!!!!
    🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: