The Journey – Yosemite Park

March 28, 2010

Sim, chegamos em Bridgeport lá pelas 9am. Mas antes…

Sai de Vegas às 9pm e fui dirigindo sentido norte até quando deu… O engraçado é que chegamos ao amanhecer em Yosemite National Park, que era nosso próximo destino. Então ao invés de descansar e continuar a viagem nesta manhã seguinte, eu fiz todo esse percurso de noite, e de manhã já estava aqui em Yosemite. Nosso atraso da viagem tinha acabado, porque oficialmente era para estarmos aqui nesse dia mesmo, mas quem disse que eu não estava cansado? Eu estava morto.. Mesmo assim entramos na estrada que leva até a portaria do parque, e as florestas cobertas de neve e toda aquela vista linda que parecia nem se mover, ficava cada vez mais lindo e envolvente. Sono por sono, eu durmo quando chegar em casa, isso aqui eu quero aproveitar ao máximo!

Mas infelizmente, no meio da estrada, a má notícia: “estrada fechada”. Caramba, havia nevado tanto (ou muito recentemente) que as estradas estavam fechadas para entrar no parque. Digo, já estávamos no parque de fato, mas entrar nas instalações e ver as Sequóias Gigantes, que estavam tão próximas, não foi possível.. Mesmo assim, tivemos momentos bons lá em cima; dirigir por essa paisagem bucólica e intrigante, praticamente inabitada, chegar na hora em que o Sol estava nascendo, de laranja para o amarelo, em Crowley Lake, ver um “iceberg” cheio de gaivotas no Mono Lake, e a neve fofa nos camping-grounds no meio das florestas, tudo foi muito válido. Por isso eu estava com uma cara de morto nas fotos… Pensa em ficar quase 24h acordado, e dirigindo por 12h! Heheh.. Porém tudo valeu a pena mesmo…

Agora não só não conseguimos entrar no parque, como também não poderíamos entrar na freeway que seria a continuidade do nosso caminho! Isso não estava nada bom: deveríamos seguir para oeste, e as duas freeways que tínhamos como escolha estavam fechadas. Interessante isso né? Bom, ou a gente voltava até praticamente Las Vegas para ir pelo sul ou continuava pelo norte até conseguir seguir para oeste. E assim fizemos.

E é aqui que entra Bridgeport..

A cidade era toda branca…  Achamos um hotél muuuuito legal, estilo chalé (também, com essa neve toda) e fizemos o checkin. Aí claro, come, toma banho, vê e-mail, conversa, fala, vê tv e fomos dormir quase 1pm… Só tive que acordar às 7:30pm para comprar alguma coisa para comer porque a cidade inteira fechava às 8pm. Então fui um bar/restaurante e quando entrei achei muito legal. Decoração típica dos estados frios dos Estados Unidos.. Estava me sentindo no Alaska! Aquele frio lá fora, e o ambiente acolhedor dentro, com homens de chapéu, apoiados no bar bebendo cerveja, rindo da vida… Bom, comprei aquela pizza x-large e voltei pro hotel. Combinei com o Cido o que faríamos no dia seguinte, e depois de morder meio pedaço, virei pro lado e dormi de novo. É… Eu estava cansado.. Heheh

Então acordamos umas 4am, e caímos na estrada logo em seguida.. Tudo muito escuro ainda, um frio ártico e a Lua estava simplesmente enorme e dourada na nossa frente.  Daqui, tivemos que ir até o Lake Tahoe para pegar “à esquerda” para seguir para oeste. Dirigir pelas montanhas de neve e aquele Sol distante lá em cima é inspirador! Muito gostoso.. Mais gostoso ainda é parar em um pequeno restaurante na beira da estrada, no topo da montanha, e poder tomar de café da manhã, as melhores pancakes with syrup da minha vida. Nossa, a mulher fez na hora mesmo, estavam meio cascudinhas por fora e bem macias e leves por dentro. Você passa a manteiga e ela vai derretendo na panqueca… Hehehe deu água na boca né? Tirei foto da parede desse restaurante, onde há o amigo veado preso na parede, palitando seus dentes.. Hahaha, vai que ele acabou de comer panquecas também né..

Bom, depois desse café da manhã, nosso próximo destino era San Francisco. Vamos embora!

… continua!

Advertisements

Comments are closed.

%d bloggers like this: