Heartbeat

September 23, 2010

Meus leitores queridos (digo, moscas queridas).

Hoje foi um dia como qualquer outro que venho tendo ultimamente.

Vamos aos fatos.. Saí da casa dos chineses no começo de Setembro, fiquei uma semana com minha prima em San Diego e agora que ela está voltando para o Brasil, eu precisava achar um lugar novo para mim. O problema é que sem carro (DE NOVO) as coisas não seriam tão fáceis. Eu oficialmente não tenho mais vínculos em Riverside; terminei meu curso, acabou-se o estágio e o trabalho e eu estaria tecnicamente livre para morar onde eu quisesse aqui nos Estados Unidos. E quem foi que disse que eu ia sair de Riverside? Se há um lugar que eu posso chamar de “lar” esse lugar é aqui. Morei aqui um ano, já conheço a área, tenho meus amigos aqui e ir para um lugar completamente desconhecido ia ser muito legal se eu estivesse com meu carro, portanto logo voltei para Riverside.

Achei um apartamento com um “bedroom” sobrando. Bem, não é lá a casa da Lady Gaga mas pelo preço que era e pela localização, acho que fiz um bom negócio. O mais interessante é que o meu roommate é AMERICANO (ufa!), estudante e bem cabeça aberta. Então nada de “chinesisses” aqui no meu novo cantinho.

Ajeitando a vida aqui ainda, as coisas estão bem diferentes sem ter que ir para a UCR, a não ser para frequentar a academia, coisa que venho fazendo sete dias por semana! O infeliz incidente com o carro está engatinhando, mas está indo. Depois de falar com um advogado que demorou vinte dias para dizer que não aceitaria meu caso, estou conversando com contatos aqui para ver o que posso fazer. Aliás, por um desses contatos conheci a Margarete, amiga da Elisa. (Hahaha, odeio quando falam isso para mim, como se eu conhecesse uma ou outra). Bem, minha prima é amiga da filha da Elisa, que é amiga da Margarete que é brasileira e mora aqui em Riverside! Heeein? Cuma? Hahaha, calma, leia de novo devagar. Então expliquei para a Margarete o que aconteceu com o carro e assim como todos que ficam sabendo, ela ficou perplexa. Brasileira como todos nós, se ofereceu para ajudar e até me convidou para almoçar na casa dela nesse Sábado. Achei super legal isso. Acho que a distância do Brasil faz os brasileiros serem mais patriotas. E eu quem o diga….

Tudo bem, então o dia foi tranquilo, as coisas estão andando mas ainda não expliquei o porquê do Heartbeat. Bom, eu nunca fui de abrir muito minha vida pessoal (no sentido amoroso) mas digamos que ultimamente as pessoas por aqui estão investindo forte na idéia de ter um brasileiro como namorado. E isso é no mínimo interessantíssmo e muito engraçado para mim. Acho que sobre os amores que tive, tenho e vou ter na América, vou falar só no meu livro. LIVRO? É, acho que vou escrever um romance baseado em fatos reais com um tempero de ficção científica. Afinal de contas, que brasileiro tem seu conversível explodindo em uma freeway californiana? Pois é…

Como eu disse, vou tentar elevar a frequencia dos meus posts aqui. Mesmo porque, ainda há muita coisa para compartilhar com vocês…

Um beijo para todos vocês.

Felipe – Phill

Today’s Song: Alexis Jordan – Happiness (Wideboys Remix)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: